Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009
Di María: um momento para guardar

"(...) pela audácia, pelo inesperado e pelo instante de criação que documenta, o remate de letra do argentino é um óptimo exemplo do que é suposto levar-nos aos estádios. Quem, por paixão clubista ou embirração pessoal, não é capaz de apreciar um golo daqueles pelo puro prazer do gesto, simplesmente não gosta de futebol.",

 

Nuno Madureira in MaisFutebol

Notícias e Destaques

Di María e o golo de letra: «Só uso o pé direito para andar...»

 

O jogador do Benfica fala da «rabona», expressão em castelhano para o golo do letra e mostrou-se muito contente por, pela primeira vez, ter marcado dois golos no mesmo jogo.

«A equipa jogou bem, fizemos uma grande partida. Nunca tinha feito dois golos num jogo só pelo Benfica, fico contento porque muitos jogadores demontraram que querem um lugar na equipa», disse à flash-interview da Sic.

Di María explicou depois o segundo golo do Benfica, em que correu pela direita, tirou um adversário do caminho e rematou com o pé esquerdo: «Se fosse outro talvez chutasse com a direita, mas como só uso o pé direito para andar, quis fazer a «rabona» e como estava com uma luz diferente, quis fazer o golo.»

Sobre as hipóteses de ir longe na prova, Di María sublinhou que o Benfica só perdeu um jogo até agora, em Atenas, e que a equipa «pode chegar longe». «Temos de passar qualquer adversário para podermos chegar a campeões, por isso é igual quem calha a seguir, o que queremos é poder ganhar. Quanto à minha semana, já passou, foi um erro que cometi, mas agora estou feliz porque pude jogar, o que se passou é passado.»

Fonte: A BOLA

 

@ Daylife

 

Destaques

 

"Inaugurou o marcador no final da primeira parte com alguma felicidade, mas foi no segundo tempo que abriu o livro. Aos 54 minutos, o internacional argentino começou para fazer um belo chapéu ao guarda-redes Saja, mas a bola acabou por esbarrar infelizmente na trave. Mas o grande momento de Di María aconteceu aos 73 minutos, altura em que surgiu em velocidade pela zona central do terreno. O número 20 fintou um adversário e, na saída de Saja, fez um pontapé de ‘letra’. Uma autêntica obra-prima e que merece ser vista e revista pelos amantes do futebol.", in SL Benfica

 

@ Daylife

 

"«Oito ou oitenta». O argentino tem potencial e já fez grandes exibições, esta temporada. No entanto, a partir de determinada altura, as suas prestações voltaram a ser inconstantes. Em cima do intervalo, Di María fez o 1-0, com um grande golo. Um remate cruzado, da direita, fez o público festejar. Mas, poucos minutos antes, o camisola 20 não teve uma atitude bonita. Esbracejou e reclamou de uma decisão do árbitro. Ou seja, «colocou-se a jeito» para ser advertido, uma infantilidade - ser jovem já não pode servir de defesa para um jogador que cumpre a sua terceira época de águia ao peito. Aos 55 minutos podia ter feito mais um grande golo. O argentino recebeu de Nuno Gomes e tentou o chapéu a Saja. A bola bateu na trave. Aos 73 minutos, Angel Di María bisou, depois de um bom passe de Carlos Martins e de ter tirado um adversário da frente. Aqui e ali, o argentino «brindou-nos» com boas jogadas de futebol.", in MaisFutebol

 

"Reconciliação com golo de letra - Começou como número 10, tentando dinamizar o ataque, mas parecia estar ausente do jogo até ao momento em que inaugurou o marcador com um remate bastante colocado, junto à quina da área ateniense. Até aí, Di María efectuara apenas uma grande abertura para Weldon rematar ao lado. Depois... a Luz viu o verdadeiro Angelito em acção. Aos 54', entrou na área grega, mas o chapéu a Saja esbarrou na trave. Aos 73', teve lance genial: assistido por Carlos Martins, deu um nó em Georgeas e sentenciou a partida com um remate de letra! Apesar de revelar ainda algum individualismo em demasia, depois da infantil expulsão em Olhão que o retirou do clássico Di María redimiu-se e voltou a reconciliar-se com o público encarnado", in O JOGO

Patrícia às 17:12
link do post | comentar | favorito
Benfica 2 - 1 AEK

@ Daylife

 

O Benfica despediu-se em beleza da fase de grupos da Liga Europa, ao vencer o AEK de Atenas (2-1). Com o apuramento já garantido, a prioridade era gerir os recursos e fazer alguns testes, mas ainda assim as «águias» conseguiram somar mais um triunfo na prova europeia.

 

Di María apontou os dois golos, um dos quais de «letra», e foi a figura da partida, embora continue entre o oito e o oitenta.

 

Jorge Jesus surpreendeu duplamente, no «onze» que formou para este encontro. Já se esperavam muitas novidades, é certo, mas poucos esperavam que Fábio Coentrão fosse titular, uma vez que nem sequer estava convocado. Inesperada foi também a colocação de Felipe Menezes sobre a direita, porventura para testar uma alternativa a Ramires e Rúben Amorim, que estão lesionados.

 

Mesmo com um «onze» completamente renovado, o Benfica apresentou uma boa dinâmica de jogo. A intensidade da partida estava longe de ser estonteante, mas a boa circulação de bola abria caminho a situações de perigo. A equipa portuguesa até podia ter inaugurado o marcador logo aos 15 minutos, na sequência de uma grande penalidade cometida sobre Nuno Gomes, mas Felipe Menezes atirou ao poste.

 

O AEK, que também poupou vários titulares, respondeu por intermédio do seu capitão, Kafes, que atirou duas vezes por cima (19 e 23). Bem mais perigoso foi um remate de Blanco, já no interior da área, que obrigou Júlio César a defesa apertada (28m).

 

@ Daylife

 

Di María lançou a magia e também os deslizes

 

Mesmo com Coentrão endiabrado, o Benfica parecia perder algum fulgor, neste período. Ainda assim, as «águias» conseguiriam ir para o intervalo em vantagem, graças a um remate traiçoeiro de Di María, que iludiu Saja.

 

Sempre de olhos postos no Clássico, Jorge Jesus fez entrar César Peixoto ao intervalo. O número 25 pode voltar ao meio-campo frente ao F.C. Porto, uma vez que Coentrão e Di María estão castigados. O argentino foi mesmo o único dos habituais titulares que jogou de início, e justificou esse estatuto. Aos 74 minutos bisou, com um magnífico golo de letra. Isto já depois de ter acertado na trave, depois de um chapéu ao guarda-redes (55m).

 

Com dois golos de vantagem, o Benfica permitiu que o AEK chegasse ao tento de honra. Blanco marcou a seis minutos do fim, já depois de Hersi ter atirado ao poste (77m). Di María esteve, mais uma vez, no melhor e no pior, já que foi ele que perdeu a bola, no lance do golo grego.

 

Em todo o caso o argentino foi mesmo o protagonista de um jogo que tinha pouco para discutir, mas que até foi interessante. O Benfica alcançou uma vitória justa, e volta à Europa em 2010.

Fonte: MaisFutebol

Patrícia às 16:48
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Dezembro de 2009
Di Maria e Coentrão falham «clássico» com FC Porto

Di María viu cartão vermelho directo aos 42 minutos do jogo com o Olhanense e, por isso, irá falhar o «clássico» da 14.ª jornada com o FC Porto.

Já Fábio Coentrão recebeu, aos 61 minutos, o quinto cartão amarelo na Liga e também não entrará nas contas de Jorge Jesus para a recepção aos portistas.

Ramires lesionou-se ainda no decorrer da primeira, num lance que pareceu ser grave e poderá estar em dúvida.

Fonte: A BOLA

Olhanense 2 - 2 Benfica

O Olhanense bateu o pé ao Benfica e encontrou-se em vantagem bastante cedo, que conseguiu manter até quase ao final. Nuno Gomes evitou a derrota no tempo de compensação, o Benfica regista o terceiro empate na Liga.

Jogo de nervos, emoção, polémica. Três expulsões, uma lesão aparentemente grave, muitas contas para Jorge Jesus fazer antes do jogo com o FC Porto.

O Olhanense entrou muito bem, chegando cedo logo aos 8, de bola parada; cedo se viu que o jogo ia ser quente, na sequência de uma falta sobre Fábio Coentrão, Djalmir foi expulso e Cardozo viu amarelo; Saviola empatou aos 27 e o Olhanense, mesmo reduzido a 10, respondeu da mesma maneira, mas do lado contrário, poucos minutos depois. Ainda antes do intervalo, expulsão de Di María, por pontapé em Carlos Fernandes e lesão aparentemente grave de Ramires, na perna esquerda.

Na segunda parte, o jogo continuou duro, com o Olhanense a perder Miguel Garcia, expulso por entrada dura sobre David Luiz, em resposta a outra entrada do brasileiro que tinha acontecido mais cedo, e o Benfica a perder Fábio Coentrão para o jogo com o FC Porto, por ter chegado ao limite de amarelos.

Nuno Gomes saltou do banco a 10 minutos do fim, acabou por fazer o 2-2 já em tempo de compensação.
 

 

FICHA DE JOGO

 

OLHANENSE: Ventura; Miguel Garcia, Sandro, Anselmo, Carlos Fernandes; Castro (Tengarrinha, 88), Rui Baião, Rui Duarte; Toy (Zequinha, 77), Djalmir e Ukra (Paulo Sérgio, 75)
Suplentes: Ricardo Ferreira, Éder Baiano, Tengarrinha, Messi, Zequinha, Paulo Sérgio e Rabiola

BENFICA: Quim; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, César Peixoto (Weldon, 59); Javi García; Ramires (Felipe Menezes, intervalo) Fábio Coentrão (Nuno Gomes, 80), Di María; Saviola e Cardozo
Suplentes: Moreira, Carlos Martins, Weldon, Nuno Gomes, Felipe Menezes, Sidnei e Miguel Vítor

Disciplina: Cartão amarelo a Ukra (21), Castro (23), Carlos Fernandes (52), Rui Duarte(57), Toy (68) ; Cardozo (25), Maxi Pereira (38) César Peixoto (52), Fábio Coentrão (61); Javi Garcia (87). Cartão vermelho a Djalmir (25), Miguel Garcia (88); Di María (41)

Marcador: 1-0 por Carlos Fernandes (8); 1-1 por Saviola (28); 2-1 por Toy (32); 2-2 por Nuno Gomes (90+1)

Fonte: A BOLA

Patrícia às 18:18
link do post | comentar | favorito



Criado em Abril de 2008, .:: Angel Di María 20 ::., é um blog de homenagem ao internacional argentino que representa a camisola 20 dos “encarnados” actualmente. Aqui poderás encontrar notícias, informações e até mesmo algumas curiosidades sobre Angelito.
Como benfiquista que sou, não deixarei de expressar também o meu apoio incondicional ao Sport Lisboa e Benfica, aqui neste espaço.
Para sugestões, mensagem de apoio ao jogador e/ou ao SL Benfica, entre outras coisas mais, poderás sempre contactar-me através do meu e-mail ou mesmo deixando um comentário no blog. Obrigado pela visita,
Patrícia Lobo


Segue o blog no:

Participação em:



Nome completo:

Angel Fabian Di María
Data de Nascimento:
14 de Fevereiro de 1988
Idade:
22 anos
Local de Nascimento:
Rosario, Argentina
Altura:
1,80m
Peso:
75kg
Clube actual:
Sport Lisboa e Benfica
Posição:
Médio
Camisola:
Nº 20

No Benfica

Treinador que o lançou:
José António Camacho
Treinadores: Fernando Santos, José António Camacho, Chalana, Quique Flores e Jorge Jesus (actual trienador).
Percurso:
Rosario Central (Argentina) e Sport Lisboa e Benfica (Portugal; actual)


O que dizem sobre ele

“(…) Parece um santo, mas não é [risos].”
, Riquelme.

“Ele pode jogar em qualquer liga europeia (…) pois os bons jogadores jogam em qualquer lado, sem grandes dificuldades.”
, Fabricio Coloccini.

"Di María é um perfume do futebol português e tomáramos nós que houvesse muitos Di Marias em Portugal.", Jorge Jesus.


Palmarés

  • No Benfica
Torneio Cidade de Guimarães
Ano: 2008

Carlsberg Cup
Ano: 2008/2009

Torneio do Guadiana
Ano: 2009

Torneio Cidade de Guimarães
Ano: 2009

Torneio de Amesterdão
Ano: 2009

Eusébio Cup

Ano:2009


Canadian National Exhibition CUP

Ano: 2009

Carlsberg Cup
Ano: 2009/ 2010

Campeão Nacional
Ano: 2009/ 2010

Campeonato do Mundo Sub-20

Ano: 2007

Jogos Olímpicos de Pequim
Ano: 2008


Site Oficial
Ser Benfiquista


A BOLA
AS.com
O JOGO
Record
MaisFutebol


Abran Cancha
A Catedral da Palavra
A Fita Gloriosa
Alan Kardec 31
Benfica é uma paixão
Benfica Videos
Benfica, a chama imensa!
Camisolas SLB
Coluna d'Águias Gloriosas
Coração Encarnado
David Luiz 23*
Encarnado e Branco
Fellipe Bastos 13
Fábio Coentrão 18
Flávio Meireles 26
Gloriosamente Falando
Javi García Fans
Léo, o pequeno Rei
Loucos pelo SLB
Miguel Veloso 24
Novo Benfica
O Antitripa
O Belo Voar da Águia
Pablo Aimar
Riquelme Locura
Ruben Amorim
Somos Benfica
Sport Lua e Benfica
Vermelhovzky


Cristiano Ronaldo
Daniel Alves
Juan Roman Riquelme
Maxi Rodriguez
Site Oficial – Nuno Gomes
Site Oficial – Simão Sabrosa
Soccer World Cup Live
Vamos Argentina


 

 

Palabras de Hermana 

 

 

 

Clica aqui

 

 

Fã nº1

 

Thaís Eisenberg

I20

 


- Julho 2010

- Junho 2010

- Maio 2010

- Abril 2010

- Março 2010

- Fevereiro 2010

- Janeiro 2010

- Dezembro 2009

- Novembro 2009

- Outubro 2009

- Setembro 2009

- Agosto 2009

- Julho 2009

- Junho 2009

- Maio 2009

- Abril 2009

- Março 2009

- Fevereiro 2009

- Janeiro 2009

- Dezembro 2008

- Novembro 2008

- Outubro 2008

- Setembro 2008

- Agosto 2008

- Julho 2008

- Junho 2008

- Maio 2008

- Abril 2008