Terça-feira, 4 de Agosto de 2009
«Quero mostrar tudo o que sei» - Di María
Por Gonçalo Guimarães

À terceira é de vez. Depois de viver na sombra de Cristian Rodriguez e Reyes, atolando-se no medo da vulgaridade, no desespero de não conseguir comprovar o rótulo de grande promessa do futebol mundial, Di María aposta tudo na presente época, embalado pela confiança inequívoca que Jorge Jesus deposita nas suas qualidades. «Era isto que me faltava», diz

- Tem sido uma das figuras do Benfica nesta pré-época. Considera que atravessa o seu melhor momento desde que chegou à Luz, há dois anos?
- Penso que sim. Aos poucos começo a estar ao meu real nível. O mister dá-me confiança e isso é fundamental, ajuda-me a crescer. Com ele tenho jogado a titular de forma continuada. Tem-me dado tranquilidade, o que faz com que me sinta mais solto dentro do campo, mais livre para fazer o que sei.

- Será este o tão aguardado ano de Di María? Acredita que vai explodir finalmente?
- Oxalá. Comecei muito bem e quero continuar assim. Quero explodir e mostrar tudo o que sei, quero ser titular indiscutível pelo Benfica e ganhar títulos.

- Os adeptos do Benfica já o viram na sua plenitude?
- Apenas a espaços, em alguns jogos, mas posso dar muito mais.

- O seu concorrente directo é agora Fábio Coentrão...
- É um excelente jogador e uma pessoa espectacular. Tenho a certeza de que haverá oportunidades para os dois, pois estamos envolvidos em várias competições.

- Percebia-se que andava triste na época passada. É verdade que quis deixar o Benfica?
- É verdade que estava triste porque não jogava com regularidade, não era primeira opção, não conseguia mostrar o meu valor, mas nunca disse que queria ir embora. Nesta pré-época estou a mostrar o verdadeiro Di María, mas ainda posso melhorar. É uma sensação óptima ver os adeptos loucos comigo, gritarem o meu nome quando entro no campo. É lindo! Estou muito feliz no Benfica e a minha família também é muito feliz em Lisboa. Quero ficar muitos anos, só saio depois de ser campeão e ganhar títulos.

- Voltou a acreditar em si?
- Sem dúvida. É exactamente isso que me diz o meu pai. Estava sem confiança, mas voltei a acreditar em mim. E, nunca é de mais dizê-lo, isso deve-se ao apoio do mister. Era isto que eu precisava, um treinador que confiasse em mim de forma continuada, que dissesse que o lugar é meu. Agora consigo ter a cabeça no lugar e mostrar o Di María que todos viram no Mundial de sub-20 ou nos Jogos Olímpicos. Oxalá seja o meu ano e possa triunfar.

Leia a entrevista completa na edição impressa de A BOLA
Patrícia às 13:29
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Ana a 5 de Agosto de 2009 às 11:31
Olá Ladie Patrícia!! Espero que esteja tudo bem contigo :)

O "teu" Di Maria está a jogar cada vez melhor.
Faltava-lhe a confiança, elemento essencial que não tinha a época passada.
Hoje, está um jogador bem melhor. Além do seu talento, é um dos que mais desequilibra. Dá gosto ver jogar o Angelito.
Fará uma grande época.

Beijinhos para ti************************
Boas FÉRIAS ;D
De Aguia a 6 de Agosto de 2009 às 10:05
O nosso Di Maria agora sim mostra que vale muito e se continuar assim ninguém terá dinheiro para o levar, hehehehe que bom...

comentar post