Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
Benfica conquista Torneio de Amesterdão
O Benfica conquistou o Torneio de Amesterdão depois de bater os anfitriões do Ajax por 3-2. Aissati (8m p.b.), Di María (30m) e David Luiz mexeram o marcador a favor dos encarnados. Donald (44m) e Rommedhal (78m) marcaram para os holandeses.

Com o auto-golo de Aissati logo aos oito minutos, o Benfica libertou-se um pouco da pressão inicial do Ajax, que entrou decidido a ganhar o torneio. Em vantagem no marcador, os encarnados passaram a trocar bem a bola e a criar lances de perigo para a baliza holandesa.

Boas combinações que tiveram no lance que deu origem ao golo o melhor exemplo, numa jogada que envolveu quase todos os jogadores do meio-campo e ataque do Benfica. Maxi Pereira recuperou na direita e colocou em Ramires, trocou com Carlos Martins que devolveu para o brasileiro lançar Nuno Gomes; o avançado deixou de primeira para Saviola que colocou em Di María na esquerda. O extremo argentino só teve de tirar Vermeer do caminho e atirar para o fundo das redes.

A perder por 2-0, o Ajax voltou a crescer e acabou por chegar ao golo mesmo em cima do intervalo por intermédio de Donald, após uma boa combinação com Suaréz. Na segunda parte, os holandeses voltaram a entrar dominantes e chegaram a causar alguns calafrios a Moreira. Foi, no entanto, o Benfica a chegar ao golo com David Luiz (55m) a aparecer na linha de golo e a aproveitar uma falha defensiva da defesa holandesa para marcar depois de um livre batido por Carlos Martins.

As alterações não tiraram qualidade de jogo ao Benfica e Fábio Coentrão construiu a jogada que podia ter decidido a partida. O extremo desmarcou Di María que por sua vez cruzou para Cardozo mas o paraguaio, em boa posição para marcar, cabeceou fraco dando a possibilidade à defesa holandesa para aliviar o perigo.

O Ajax reagiu e chegou ao golo por Rommedahl (78m), que atirou para uma grande defesa de Moreia mas que acabou por beneficiar de um ressalto após um mau alívio de David Luiz. Dois minutos depois, um lance idêntico podia ter resultado em novo golo do Ajax mas, desta vez, a bola acabou por sair pela linha de fundo depois de bater em Luisão.

O Benfica é a primeira equipa portuguesa a conquistar o Torneio de Amesterdão naquele que foi um dos mais sérios testes dos encarnados nesta pré-época. A equipa orientada por Jorge Jesus mostrou alguma desorientação defensiva mas uma grande capacidade ofensiva.

Ficha de jogo:

Arena de Amesterdão, em Amesterdão (Holanda)

Árbitro: Pieter Vink (Holanda)

AJAX: Vermeer; Silva (Van der Wiel, 67m), Oleguer, Anita (Van der Heijden, 85m), Vertonghen; Rommedahl, Donald (De Jong, 87m), Aissati, Emanuelson (Zeegelaar, 60m); Sulejmani (Cvitanich, 60m) e Suárez.
Suplentes: Stekelenburg e Alderweireld.
Treinador: Martin Jol.

BENFICA: Moreira; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz e Shaffer; Javi Garcia, Ramires (Ruben Amorim, 49m), Di María (Weldon, 84m) e Carlos Martins (Aimar, 63m); Nuno Gomes (Cardozo, 46m) e Saviola (Fábio Coentrão, 64m).
Suplentes: Quim e Miguel Vítor.
Treinador: Jorge Jesus.

Disciplina: Cartão amarelo para David Luiz (61m).

Golos: Aissati (0-1, 8m p.b.); Di María (0-2, 30m); Donald (1-2, 44m); David Luiz (1-3, 55m); Rommedhal (2-3, 78m)


Avaliação in SLBenfica
Di María
– Grande aproveitamento dos espaços - Um dia depois dos elogios públicos do treinador do Sunderland, Steve Bruce, é de crer que o jovem argentino Di María também tenha impressionado o reputado treinador holandês do Ajax, Martin Jol. Além de um golo de insistência, o fantasista do Benfica fez assistências atrás de assistências, fintas atrás de fintas e foi pena que aquele remate “de letra” na segunda parte não tivesse atingido o alvo pretendido. Está mais forte, mais consistente e mais virado para o colectivo.
Di María: «Jesus exige mais do que os anteriores»
EXTREMO AGRADECE OPORTUNIDADE AO TREINADOR

Di María quer ganhar espaço na equipa de Jorge Jesus e está particularmente satisfeito pelas oportunidades que o novo treinador da águia lhe tem dado para poder jogar com maior regularidade. Para o argentino, de 21 anos, não existem dúvidas em relação à produção da equipa, tendo como base de comparação a última temporada.
"O mister Jesus está a exigir muito mais dos jogadores do que os outros treinadores anteriores", afirmou, considerando isso um factor positivo para o desenvolvimento do conjunto encarnado: "É bom para nós, porque sabemos que só desta maneira é que poderemos vencer."
Nesta fase de preparação da nova temporada, Angelito tem mostrado bons pormenores e o seu futebol tem chamado a atenção, tal como aconteceu ontem em Amesterdão. Tudo se deve ao trabalho desenvolvido, mas também ao facto de Jesus confiar no trabalho do internacional argentino.
"Aos poucos estou a ganhar o meu ritmo, é verdade. O mister está a dar-me oportunidades que outros não me deram", desabafou, deixando claro que por agora não pensa em eventuais saídas nem em mais nada que não seja ter uma boa prestação de águia ao peito: "O meu pensamento está apenas no clube. Quero fazer uma grande temporada." (in Record)

Inter quer atacar Di María
PASSAPORTE ITALIANO TARDA EM SAIR

O Inter de Milão quer contratar Di María, mas aguarda que o jogador consiga o passaporte italiano, para que possa avançar para uma proposta formal, depois de algumas sondagens que já foram feitas.
O clube de José Mourinho tem observado com grande regularidade a carreira do argentino, de 21 anos, e, segundo notícias de Itália, está disposto a avançar com uma proposta, de forma a tentar baixar a cláusula de rescisão de 30 milhões, com a qual Angelito está preso ao Benfica até 2012.
De qualquer forma, o facto de Di María continuar à espera do passaporte italiano (os avós são daquele país) pode travar o interesse dos transalpinos. É que o Inter não tem espaço para mais extracomunitários no grupo, pelo menos, esta temporada...
Os encarnados, por seu lado, não estão interessados em libertar, de imediato, o jogador. No entender dos responsáveis benfiquistas, a melhor altura para negociar Di María será no próximo ano, até porque o atleta pode valorizar, perante uma presença da Argentina no Mundial e acreditando que Maradona o convoca. (in Record)

VIVA O DI!!!
VIVA O BENFICA!!!
=D
Domingo, 17 de Maio de 2009
Ele marcou outra vez! :')
Patrícia às 22:09
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009
Nas asas de um Angel

Benfica continua numa de não perder nenhum jogo, mas também de fazer sofrer até ao último minuto os adeptos. O resulta final foi de 3-2 e um dos golos foi marcado pelo Angelito Di Ouro. Desta vez não foi preciso nenhum Maradona para o nº20 fazer daquelas exibições e golos de se tirar o chapéu, a camisola, os calções e de correr em cuecas pelo estádio (esta foi dedicada ao amigo do blog Sou de um Clube Lutador).

Avaliações de Di María

“Alma, alegria, classe e golo”, 8 – Em grande. O Benfica não encontrava forma de quebrar a estratégia do Paços e Quique lançou Di María aos 56 minutos. Um momento decisivo, pois o esquerdino revolucionou toda a equipa. A partir daí o jogo foi outro, com o argentino a dar um abanão e a colocar a equipa a jogar ao ritmo do seu tango. No primeiro lance que tocou na bola desequilibrou e nunca mais parou de colocar os cabelos em pé aos adversários. Fintou, cruzou, rematou, ganhou faltas, arrancou amarelos. Enfim, encheu o campo e coroou a exibição com um belíssimo golo. Um remate do meio da rua cheio de intencionalidade e que revela toda a sua categoria. Em dia de namorados, festejou 21 anos e ontem deixou excelentes indicações para um casamento feliz. (A Bola – Homem do Jogo)

Dí Maria, 7 - Um dia depois de celebrar 21 anos, Di María ofereceu uma prenda aos adeptos com uma bela exibição. A apatia e imobilidade da equipa encarnada ante o Paços terminou com a entrada de Di María no relvado. O camisola 20, que esteve na selecção a meio da semana, não tendo sido utilizado por Maradona, fez questão de mostrar a El Pibe que tem argumentos para jogar. O jovem, que celebrou 21 anos no Dia dos Namorados, deu uma prenda aos adeptos e a Quique Flores mexendo completamente com a dinâmica de jogo e empurrando a equipa para a vitória. Ainda falhou o alvo de cabeça, mas aos 86' surpreendeu Cássio de longe selando o triunfo. (O Jogo - A Estrela)


Força Benfica!

A Força está em sermos UM!

Domingo, 15 de Fevereiro de 2009
Ai Meu Deus!!! :')
Viram?!
Viram bem?!
Ainda não estou em mim! Nada que não se tenha passado nas outras vezes que ele marcou mas este golo foi super lindo! :')

Foi a tua prendinha Di :)

Mereceste!!! Fizeste uma exibição excelente!!!

"Hoje fiz um grande golo", Di María

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009
Benfica 4 - 1 Olhanense
Golos:
- 0-1, por Djalmir (12');
- 1-1, por Nuno Gomes (25');
- 2-1, por Jorge Ribeiro (28');
- 3-1, por Sidnei (61');
- 4-1, por Di María (88').


Avaliações de Di María

"O golo que fez Deus sorrir...", 6 - Na bancada estava Maradona, o Deus que a Argentina mais venera e no campo um jovem a querer impressionar o ídolo de sempre e seleccionador da equipa das pampas. Pouco mais de uma hora depois do ínicio do jogo, Di María entrou e ainda teve tempo de marcar um golo magnífico: um drible, remate em jeito, picado e a bola entrou. E Deus sorriu... (A Bola)

3 - Teve direito a 27 minutos em campo para se mostrar a Maradona. Mas guardou o melhor para o fim, com um golo de se lhe tirar o chapéu. Isto após ter protagonizado lance de iniciativa individual: aos 85', pegou na bola e embalou para a baliza, rematando ao lado. (Record)

7 - Meia hora para Maradona ver e... um golo que Maradona mereceu ter visto. Um lance de génio de um jovem talentoso a quem só falta regularidade. E mentalidade competitiva. Ou mais presenças de Dios... (O Jogo)

Di María – Na 'mouche' - Meia hora em campo para deliciar a plateia (onde se incluía Maradona) com um momento de sonho. O extremo recebeu um centro largo de Cardozo e, após dominar o esférico, fintou o defesa directo e fez um chapéu perfeito ao guardião contrário. Um golo (o primeiro em Portugal) a fazer lembrar aquele que decidiu os Jogos Olímpicos, em 2008. E Maradona aplaudiu... (SLBenfica)

Di María, que bela dedicatória - O argentino começou o jogo no banco, mas não desperdiçou os 25 minutos que esteve em campo. A dois minutos do fim assinou um belo golo, que certamente terá deixado satisfeito Maradona. Uma noite para recordar. (MaisFutebol)


Declarações

«Muitas vezes tentei ajudar a equipa e não consegui fazê-lo. Hoje, felizmente, pude ajudar e espero continuar assim. Estou muito contente. Não fiquei triste por não ser titular. Estou tranquilo. Sei o que posso fazer e acho que ele [Maradona] também.», Di María em declarações à Sport TV.

«Di María jogou pouco tempo, reconheço que foi curto, mas aproveitou bem. Deve ter-se inspirado, mesmo. Todos nós apreciámos o golo que marcou. Foi lindo. Fico feliz por ele e pela equipa. Acho que, a partir de agora, poderemos ver o melhor Di María, mais confiante. Na pré-época estava bem, mas foi para os Jogos Olímpicos e esteve um mês e meio fora... Com maior resistência física, melhorará ainda mais.», Quique Flores.


Capas de hoje


--------------------

Ouvi muita gente dizer que o Di só marca quando lhe convém. Eu não percebo. Ele não marcou? Acho que isso é o mais importante! Não era isso que queriam dele?! :)


FORZA ANGELITO!!! «'3

UN GOL PERFECTO QUE NUNCA

OLVIDARÉ!!!

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2008
Hertha Berlim 1 - 1 Benfica
Golos:
- 0-1, por Di María (51'); :')
- 1-1, por Pantelic (74')


Destaques e avaliações do Menino do blog:

Site Oficial SL Benfica:

Di María – Feliz na Alemanha - Mais eficaz e pragmático, jogou bastante para a equipa e revelou sapiência táctica, tendo como prémio o envolvimento nos lances de maior perigo do Benfica. Não só esteve na melhor jogada benfiquista na primeira parte como também foi dele o golo que abriu o caminho à vitória benfiquista. Isolado por Nuno Gomes, mostrou velocidade e sentido de baliza num remate feliz, confirmando que, até ver, só tem marcado de águia ao peito em plena Alemanha (depois de ter sido em Nuremberga que marcara o seu primeiro tento pela formação lusa). Com o passar dos minutos foi perdendo pulmão, revelando, então, inteligência no posicionamento, de forma a dar apoio a Maxi Pereira.

Record:

Di María, 3 (considerado figura do jogo) - A surpresa de Quique, sem ter assinado uma prestação brilhante, acabou por ser decisivo com o golo que marcou. Melhorou no segundo tempo mas tem potencial para fazer muito mais com a camisola encarnada.

A Bola:

Di María, 6 - "Di María gosta mesmo da Alemanha - Entrou a todo o gás e logo aos quatro minutos serviu bem Nuno Gomes à entrada da área. Depois desapareceu e parecia destinado a passar ao lado do jogo, mas acabou por ser ele o autor do golo encarnado, numa jogada bem conduzida e finalizada. O primeiro e único golo que tinha pelo Benfica foi também na Alemanha, em Nuremberga, na época passada.

O Jogo:

Di María, 7 (considerado figura do jogo) - "Criatividade e velocidade com paixão pela Alemanha" - Di María guarda boas recordações da Alemanha. O jovem internacional argentino jogou apenas por duas vezes no país germânico e pode gabar-se de ter marcado em ambas as ocasiões. Frente ao Hertha, começou o jogo em grande nível, tabelando da melhor forma com Nuno Gomes para um remate muito perigoso do capitão da Luz. Colocou os laterais adversários em dificuldades com bons pormenores técnicos e combinações com os colegas e, apesar de por vezes se ter "ausentado", foi sempre um dos mais inconformados e perigosos. Depois de ter selado o empate com o Nuremberga, na Taça UEFA 2007/08, o esquerdino repete a gracinha ao marcar em Berlim. Só lhe falta aprimorar o tempo de decisão entre fintar e servir um colega mais bem posicionado.


Obrigado por tudo Angelito!!! :')

E VIVA O DI MARÍA!!!
Hertha Berlim 1 - 1 Benfica

Não vou falar muito... Mas não é por o Benfica ter empatado. Vou gritar, vou BERRAR porque o meu Di marcou o único golo do Benfica nesta partida!!!

Estou tão feliz, meu Deus!!! Acho que ainda nem estou em mim! E quando ele tirou a camisola!!! Meu Deus! É o "pele e osso" mas sexy que eu já vi!!!

Vocês desculpem-me estas palavras mas não me consigo conter de tanta felicidade!
E mais umas lágrimazitas derramadas pela emoção daquele golo! Pode não ter sido um golo do outro mundo mas foi um golo, e isso, já ninguém pode mudar, do meu Angel Fabian Di María!

PS: prometo amanhã um post com mais condições! LOL :')
Terça-feira, 14 de Outubro de 2008
O primeiro golo...
O dia 21 de Fevereiro de 2008 ficará para sempre marcado na minha memória. Uma noite que nunca mais esquecerei...
No marcador via-se o resultado favorável ao Benfica, que apesar de estar a perder frente ao Nuremberga por duas bolas a uma, passaria para os oitavos de final da Taça Uefa.
É aos 91 minutos de jogo que tudo acontece...

Uma recepção fantástica, um drible excitante, uma finta mágica e um golo perfeito do meu Di fez de mim a pessoa mais feliz do mundo!
Uma mistura de emoções apoderou-se de mim e não me consegui conter! Chorei… de felicidade mas as lágrimas esconderam-me o sorriso. Apenas elas caíam naquele momento.
Agarrei e beijei o anel. O anel que nos deu sorte. O anel que tem gravado o teu nome… Angel.


Sábado, 26 de Abril de 2008
Benfica 2 - 0 Belenenses
Finalmente uma VITÓRIA!!! :)
Este Benfica sim!

Depois de uns minutos apagados, os jogadores do Benfica lá acordaram e começaram a criar várias ocasiões de golo. Cheguei mesmo a gritar golo quando o Cardozo aos 35 minutos, frente a frente com o guarda-redes da equipa adversária falhou! Mas finalmente pude gritar golo aos 41 minutos quando numa recarga Luisão marcou!
Já na segunda parte entrou a principal razão de eu ver jogos de futebol. Di María entrou aos 63 minutos e logo 2 minutos depois, na primeira jogada que faz sofre uma falta e é daí que o paraguaio Oscar Cardozo faz o seu 21º golo (12º na Liga) de livre. Um grande golo, sim senhor.
Di María um pouco mais tarde remata à baliza para uma grande defesa do guarda-redes do Belenenses. Ainda gritei golo mas vão.

Mas ganhámos e isso é que interessa!

VIVÓ BENFICA E O DI MARÍA!!!!! :)


Patrícia às 22:25
link do post | comentar | favorito